Topo
Lia Bock

Lia Bock

Luana Piovani, Pedro Scooby e as tretas de ex-casais nas redes

Lia Bock

07/11/2019 04h00

(iStock)

Não é de hoje que Luana Piovani e Pedro Scooby se alfinetam nas redes. Como são famosos, cada cutucada rende matéria, repercussão e um clima de Fla x Flu nos comentários. Mas falemos a verdade, não são só eles –e nem só as celebridades divorciadas com ampla exposição– que têm problemas online.

As redes sociais prestam esse desserviço aos ex-casais: deixam muito acessíveis (quando não jogam na nossa cara) tudo que o ex ou a ex estão fazendo. A paixão pela namorada nova, a alegria numa viagem e a curtição em festas são só algumas das coisas que, mesmo numa separação amigável, podem dar aquela fisgadinha no coração.

É supernormal sentir isso. Não é por acaso que muita gente bloqueia o ex nas redes sociais. Mais do que não ser visto e não ter seus passos controlados, muita gente não quer ver, não quer ter acesso ao que possivelmente vai causar um gosto amargo na boca. E isso, claro, ainda evita o risco de dar vazão ao incômodo e deixar aquele comentário maldoso. Porque, sim, somos humanos e precisamos assumir que a felicidade do outro nos incomoda. 

Parece meio ridículo, mas somos ridículos às vezes e tudo bem. O que eu acho que não é tudo bem é dar vazão a esse sentimento azedo e responder, agredir ou alfinetar a pessoa. Como fez Luana. É claro que Luana é Luana, e faz parte da persona que ela construiu tomar essas atitudes, mas, para nós, meros mortais, esse tipo de coisa pode nos drenar para o fundo do poço. No geral, quem não quer ver ou ser visto, quem não quer ter o coração fisgado por sentimentos bobos (e tão humanos) deve apenas se afastar.

Há poucas coisas mais tristes na separação do que ex-casais lavando roupa suja publicamente nas redes. Até porque, pra isso cair numa exposição criminosa da intimidade alheia, é um pulo. Lembremos que o rapaz que achou por bem expor o caso extraconjugal da ex-mulher nas redes está sendo processado por ela e que, pior, há dois filhos entre eles! 

LEIAS MAIS
> Desejar que o ex se ferre é pecado?
> Dá pra perdoar uma traição. Mas traia não é normal
> Entre o erro na frase: Isis Valverde deixa filho com marido

Não faltam histórias de ex-casais brigando na praça pública das redes socais, mas, na ponta desse iceberg, temos, claro, os graves crimes de exposição de fotos e vídeos sem consentimento

E, pra quem acha que estou juntando alhos com bugalhos, um alerta: tanto a cutucada comentando a foto do ex quanto a divulgação de vídeo íntimo por vingança tem raiz na nossa imaturidade digital e na dificuldade em separar a dor que sentimos das ações que tomamos. A nossa birra, o nosso ódio ou ressentimento não nos autorizam a agredir o outro. E, por mais que seja simples postar um comentário ou um texto raivoso, precisamos ter em mente que lidar com as consequências disso pode não ser nada prazeroso. 

É preciso conter nosso ímpeto. É preciso pensar duas vezes antes de se expor, expor o ex e os nossos filhos. Brigar com o ex –principalmente em público– tem um efeito nesta família que, por mais que não viva mais sob o mesmo teto, segue tendo laços. Na hora da raiva, vale esfriar a cabeça e lembrar que dividimos os boletos da escola, dividimos a criação, os problemas, as dores e a saúde das crianças. Vale lembrar que pai e mãe de filho nosso é pra sempre. Gostemos disso ou não.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre a autora

A jornalista Lia Bock começou a blogar em 2008, no site da revista TPM, onde foi também redatora-chefe. Passou por publicações como Isto É, Veja SP e TRIP e foi colunista de sexo da GQ. Hoje, é editora da plataforma Hysteria e produtora de conteúdo freelancer. É autora de "Manual do Mimimi: do casinho ao casamento (ou vice-versa)” e do "Meu primeiro livro". É mãe de quatro e sócia do ex marido no canal Ex-casados.

Sobre o blog

Um espaço para pensatas e divagações sobre sexo, filhos, coração partido, afetações apaixonadas e o espaço da mulher no mundo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog da Lia Bock