Topo

Pais tóxicos vêm disfarçados de pais preocupados

Lia Bock

25/07/2019 04h00

(iStock)

A gente fala muito de relacionamento abusivo como se essa dinâmica fosse algo exclusivo de casais. Mas, infelizmente, ela aparece em muitas outras relações. Uma delas tem me chamado a atenção, e acontece no lugar onde, teoricamente, a gente deveria se sentir mais seguro e protegido: na família. 

E é tão difícil de detectar, tão difícil de traduzir o abuso quando ele vem de pai e mãe. Mas se a gente observar com calma, consegue desenhar direitinho o contorno dele, se disfarçando de preocupação e amor.

Veja também:

Sabe aquela mãe ou aquele pai que não quer que você faça nada sozinho? Pode ser apenas sinal de fofura e parceria, mas quando vem acompanhado de falta de confiança na sua capacidade de realização, é indício de uma relação nada saudável. Porque se os pais vivem dizendo que você não vai conseguir sozinho, que você precisa de apoio, que você faz tudo errado e afins, o que temos aí é, na verdade, uma descrença na sua capacidade de ser autônomo. 

Está cheio de pais assim por aí. Claro que alguns não levam isso ao extremo, mas muitos transformam a relação com os filhos em algo tóxico. E vejam, eles dizem que você não vai conseguir, mas no fundo, eles é que não querem que você consiga. Não querem que os filhos cresçam e sejam independentes. 

E por quê? Difícil responder, mas é algo que passa por uma imaturidade emocional (que não tem nada a ver com idade, nem com escolaridade). Também tendo a achar que esse tipo de gente tem dificuldade de confiar no laço do amor e acaba achando necessário se amarrar aos descendentes por outras vias. Não é nada legal induzir o filho a acreditar que só vai conseguir sobreviver se for juntinho ao papai e à mamãe.

É igual ao marido que vive colocando a mulher pra baixo, dizendo que ela não é capaz e que sem ele não conseguirá fazer nada. Só que sai a relação amorosa e entra a hereditária, que pode deixar tudo ainda mais nebuloso. 

Pai e mãe que ameaçam não ajudar mais os filhos financeiramente ou cortá-lo do testamento, por exemplo, estão neste grupo. Geralmente já tentaram prender os filhos de várias maneiras e como não conseguiram, apelam para o bolso. Golpe baixíssimo de quem não respeita a vontade e a independência da prole. "Se você mudar de cidade não vai ver a cor do meu dinheiro", uma amiga escutou do pai que já não lhe ajudava financeiramente havia tempos. Desespero de quem não conseguiu ver a filha bater asas e fazer suas próprias escolhas. 

Quantos pais você conhece que escolheram a profissão dos filhos? Ou que vetarem algumas escolhas? Isso, meus caros, já é um mau sinal. Filho a gente cria pro mundo e com o mundo. A gente cria pra fazer as melhores escolhas e não pra fazer as nossas escolhas.

E a coisa pode ir bem mais longe. Tá cheio de pai e mãe que não suporta ver o filho ou a filha casar. Isso porque este é um momento crucial, em que o rebento pode formar sua família e, se quiser, mudar o eixo do seu núcleo familiar. Tem pai e mãe que não aguenta. Não raro, fazem de tudo para destruir o casamento, na esperança (tola, mas em muitos casos, efetiva) de que voltem a ser o centro da atenção do filho. Tóxico. 

Pais tóxicos vêm disfarçados de pais extremamente preocupados. Tão preocupados, que são capazes de passar por cima das vontades do filho porque eles sim é que sabem o que é melhor para os seus. Pais tóxicos são capazes das mais absurdas baixezas para manter seus filhos próximos. E eles não ligam se você está infeliz, até porque, filho infeliz costuma procurar o colinho da mamãe; não é mesmo?

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre a autora

A jornalista Lia Bock começou a blogar em 2008, no site da revista TPM, onde foi também redatora-chefe. Passou por publicações como Isto É, Veja SP e TRIP e foi colunista de sexo da GQ. Hoje, é editora da plataforma Hysteria e produtora de conteúdo freelancer. É autora de "Manual do Mimimi: do casinho ao casamento (ou vice-versa)” e do "Meu primeiro livro". É mãe de quatro e sócia do ex marido no canal Ex-casados.

Sobre o blog

Um espaço para pensatas e divagações sobre sexo, filhos, coração partido, afetações apaixonadas e o espaço da mulher no mundo.

Blog da Lia Bock