menu
Topo
Lia Bock

Lia Bock

Categorias

Histórico

Dez coisas que se você não fez este ano é porque estava morto

Lia Bock

23/12/2018 22h12

  • (iStock)

  • Brigou nas redes sociais

Quem não perdeu a cabeça por causa de política nas redes este ano pode ganhar o troféu alienação. Parabéns.

  • Colocou grupos de zap no modo silencioso do celular

Passou 2018 e você não silenciou os grupos no Whatsapp? Troféu "tua família é maravilhosa" pra você!

  • Mandou textão e saiu de um grupo na sequência

Ah, porque já que é pra sair, bora sair por cima, não é mesmo?!

  • Se assustou com o valor gasto em apps de taxi e afins

Quando a mobilidade está a um clique é muito bom. Ruim mesmo é pagar a conta no final. Que em 2019 o espírito santo pague nosso Uber. Amém.

  • Entrou em crise com o Instagram e seus "influencers"

Toda paixão tem seu fim. Pois quem não se irritou com os influenciadores fazendo #selfie e #publi na rede das imagens merece muita #gratidão.

  • Stalkiou machistas que passaram recibo em vídeo

Sei que parece que a Copa foi há meio século, mas quem não foi atrás de saber quem eram torcedores daqueles vídeos idiotas deve ter passado julho em Marte.

  • Se decepcionou com um ídolo

Quando todo mundo resolve botar o broche na jaqueta acontece o quê? Decepção em massa. À direita ou à esquerda. #rip.show.do.roger.whaters

  • Correu atrás dos selinhos do mercado pra ganhar os "brindes"

Porque alegria de pobre é isso: panela e faca nova com gostinho de gratuidade fajuta.

  • Pechinchou

O verbo ganhou um verniz especial este ano. Porque quem não ficou mais pobre em 2018, deve ser jogador de futebol ou funkeiro.

  • Gastou uma vida na Netflix

Antes estivéssemos assistindo a seriados freneticamente. Gastamos mesmo foi tempo tentando achar um filme bom.

 

Sobre a autora

A jornalista Lia Bock começou a blogar em 2008, no site da revista TPM, onde foi também redatora-chefe. Passou por publicações como Isto É, Veja SP e TRIP e foi colunista de sexo da GQ. Hoje, é editora da plataforma Hysteria e produtora de conteúdo freelancer. É autora de "Manual do Mimimi: do casinho ao casamento (ou vice-versa)” e do "Meu primeiro livro". É mãe de quatro e sócia do ex marido no canal Ex-casados.

Sobre o blog

Um espaço para pensatas e divagações sobre sexo, filhos, coração partido, afetações apaixonadas e o espaço da mulher no mundo.